Notícias

Recolocação profissional em TI, e dicas do LinkedIn (Parte 2)

Vamos retomar o post anterior sobre ‘recolocação profissional em TI e dicas do Linkedin’ falando sobre a entrevista com o recrutador e posteriormente com o cliente.

Entrevista com o recrutador

Vale a pena levar em conta alguns pontos ao ir para a entrevista com o recrutador de RH

Os recrutadores tem perfil jovem (casa dos 20 anos) e nem sempre possuem experiência profissional compatível com a do candidato (um candidato de 40 anos certamente tem muito mais vivência que o próprio entrevistador). Certos temas portanto devem ser deixados para a entrevista no cliente.

Os recrutadores são focados em fatores comportamentais e psicológicos (atitude e postura), não exatamente perfil técnico, portanto não forçe muito este lado nem no currículo, nem na entrevista.

Falando de suas experiências anteriores, tente elencar as suas atividades profissionais como em uma trajetória crescente (“…comecei digitador, virei analista, depois analista senior, coordenador, e atualmente gerente”).
Não é boa idéia mencionar que entrou ou saiu de determinada empresa por questões de salário, isto dá a dica para o recrutador, que este é um dos seus ‘gatilhos’ (motivos para saída).

Ressaltar nos projetos, as atividades que melhor realizou, ajuda a sinalizar em que você melhor se enquadraria no futuro projeto.

Ao concluir a entrevista, perguntar se pode retornar para saber o resultado, ao invés de aguardar retorno, assim, evita de esperar retorno e não recebê-lo por parte do RH.

Conseguindo avançar desta fase, prepare-se para a entrevista com o cliente.

Entrevista no cliente

Agora que você vai ao cliente, saiba que são poucos concorrentes, e mesmo por isto você será observado em mais detalhes, por isto não descuide. No geral o entrevistador ou será seu chefe direto, ou ficará perto dele.

Faça a lição de casa, pesquise a empresa no Google, descubra onde ficam seus principais escritórios, quais os ramos de atividade, notícias recentes veículadas na mídia como aquisições, etc, para mencionar durante a entrevista.

Apresentação pessoal – Vista-se apenas um pouco mais formal que o habitual (para homens, terno e gravata é essencial apenas para ambientes bancários, para mulheres unhas feitas é imprescindível, deve-se evitar roupas curtas)

Atitude e postura – Evitar as tradicionais posturas fechadas – braços cruzados, significando negatividade, ou muito inclinado demonstrando estar ansioso.
Empatia (sorriso e bom humor).

Informação de seu interesse – o que perguntar ao entrevistador
– Responsabilidades do cargo
– O que esperam de você
– Recursos disponíveis para o trabalho
– O que vai ocorrer após o projeto (se houver projeto) ?
– Processo de avaliação periódica do cargo, existe, como funciona?
– Quais os próximos passos, esperar retorno ou ligar para saber o resultado da entrevista?

Ao final do processo, envie email a recrutadora agradecendo o tempo dispensado. Além de cordial, faz com que seu email fique na lista de emails da recrutadora, que pode ser utilizada ao disparar novas vagas.

E o que não pode faltar – Dicas do Linkedin

Enquanto procuram os candidatos, os recrutadores também identificam bons recursos por meio de alguns indicadores no LinkedIn.

Saiba como fazer seu perfil refletir melhor suas qualificações e reverter a seu favor:

– Conecte-se com quanto mais conhecidos possível. Procure seus amigos de outros projetos, colegas de faculdade e pós graduação. Sempre há colegas de grupos diferentes que se conhecem e você talvez nem saiba. O LinkedIn também sugere amigos de seus contatos, dê sempre uma conferida nestes para expandir sua rede.

– Adicione a seu perfil, grupos de interesse, como empresas que já trabalhou, consultorias que tem interesse em trabalhar ou grandes fornecedores de software, como SAP, IBM ou Microsoft. Acompanhe notícias destes grupos e compartilhe notícias caso ache interessante.

– Entre em grupos de vagas para sua especialidade técnica e outros mais abertos, por exemplo Vagas .NET e também Vagas TI. Nem sempre as vagas são postadas (apenas) nos grupos mais específicos.

– Nos grupos que se sente a vontade, publique conteúdos e participe nas discussões, isto faz com que outros colegas e recrutadores prestem atenção ao seu perfil e cliquem nele para visualizá-lo, podendo gerar convites para entrevistas.

– Mantenha contato com seus amigos, parabenizando-os em mudanças de cargo ou aniversários de emprego (work anniversary). Mostra que você está acompanhando a vida profissional de seus colegas e também pode abrir novas oportunidades.

É isto aí, espero que tenham gostado. Boa sorte a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »