Comportamento

Trabalho remoto, sua empresa está preparada? E você ??

O trabalho remoto ou teletrabalho, tem se tornado um benefício bastante visado pelos profissionais de TI – e olhado com cautela pelos empregadores. A correta implementação do programa, em grandes escritórios, pode até mesmo promover devolução de espaços físicos locados.

Mas para que tudo não vá por agua abaixo, é necessário que a empresa analise seu ramo de atividade, o que pretende com o programa de trabalho remoto, e trace metas para a obtenção destes benefícios.

Seguem aqui algumas sugestões que podem nortear os líderes ao pensar na implementação do programa de trabalho remoto:

Política consistente de concessão do benefício
O benefício deve ser concedido aos poucos, e àqueles que se enquadrem em um reconhecido nível de senioridade e disciplina. Lembrando sempre, o critério é da empresa. A política deve ouvir também o departamento de RH, e considerar implicações legais e de sindicatos, para evitar problemas jurídicos ou trabalhistas futuros.

Treinamento para os beneficiários, para que possam qualificar e se portar de acordo com as expectativas da empresa

Promoção de interação entre os recursos remotos e os ´presenciais, para que todos possam manter-se produtivos e que seja eliminada a sensação de que os funcionários remotos simplesmente ‘abandonaram’ suas funções, quando estão longe dos olhos do chefe.

Estimulo a que o funcionário tenha vida pessoal e profissional separadas. Apesar do trabalho remoto, deve-se estimular a existência de um ambiente de trabalho em casa, onde se possa concentrar nas tarefas, e que de mesmo modo, possa ser deixado ao final do expediente, para que não conflite com outras atividades pessoais.

Controle e acompanhamento próximos e constantes ao processo. Qualquer problema ou crise surgida nos times devem ser solucionados com celeridade. Funcionários remotos tendem a ter uma sensação diferente do clima da empresa e do projeto por estarem fora da empresa. Acompanhe-os até de perto até que esteja seguro que tudo está andando bem.

Particularmente, eu tenho acesso a este benefício onde estou empregado, e o programa é regulamentado por política. Devo dizer que tem funcionado muito bem. Há um nível mínimo de carreira para se chegar até o benefício, o que leva a uma determinada senioridade, ou disciplina por parte do postulante. Em seguida vem a análise técnica do gestor (se o serviço é aplicável remotamente), e caso positivo tem-se o benefício de um dia por semana remotamente.

Tem ajudado muitas pesssoas por aqui, principalmente em uma cidade como São Paulo, onde temos o rodízio, e o trânsito é cada vez mais complicado. Pessoalmente eu apoio a iniciativa e torço para que se espalhe pelas empresas.

E você, conte-nos como é ou como gostaria que fosse o trabalho remoto em sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »