Rede social ou mundo real ?

falsidade_redesSociais

Recentemente vi uma notícia dando conta que uma famosa usuária de redes sociais (Procure por: Essena O’Neill), decidiu abandonar a rede social com o argumento de que suas fotos são uma representação artificial de sua vida.

Ainda, trocou diversas legendas das fotos para frases mais ‘realistas’ como: ‘tirei esta foto incontáveis vezes para parecer sexy, a roupa me fez sentir incrivelmente sozinha’. Em resumo, é um relato de alguém que se cansou de postar em redes sociais uma vida que de fato não é a sua própria, mas sim uma projeção do que seria uma vida ideal.

Eu penso que as redes sociais surgiram como uma interessante forma de integração entre as pessoas, mas para muitos tem se tornado uma forma mais barata de ter o seu próprio reality show, na medida em que as pessoas fazem questão de reportar todo o seu dia dentro das redes sociais. Ao mesmo tempo, pessoas menos avisadas têm a falsa impressão de que a sua própria vida é bem pior do que a dos colegas de rede social, quando na verdade ela não é.

Não há nada de mal em postar fotos e momentos importantes na rede para os seus amigos verem. O problema é quando a necessidade das curtidas e dos elogios se torna uma obsessão, a ponto de fazer a pessoa tirar fotos e fotos para escolher a melhor para publicar. Ou quando ao invés de curtir um vinho e um bom prato, a pessoa prefere tirar a foto do prato para colocar na rede social, como se fosse mais importante a foto, do que a experiência ao vivo, no restaurante.

Se pararmos para olhar ao passado, vemos que nos jornais já existiam as colunas sociais, pequenas áreas de texto onde alguém (a colunista social) desandava a falar bem ou mal de pessoas que eram vistas em eventos na cidade. A rede social em certa medida imita este tipo de comportamento, de querer ser visto e admirado pelo seu grupo de amigos.

Casos como o de Essena servem para nos colocar uma reflexão: será mesmo que vale a pena expor publicamente partes tão intimas de nossas vidas, e mais: será que estas fotos, estes vídeos, estas frases de efeito, representam realmente quem somos e a vida que levamos?

Pessoalmente, eu acredito que tanto os momentos ruins quanto os bons na vida, nos trazem aprendizado, devemos dar o mesmo valor a ambos, e não fazer de conta que a vida da gente é só o que está na rede social.

E espero que com o tempo mais pessoas se deem conta disto a ponto de rever seus conceitos e utilizar toda a tecnologia que temos de forma mais realista e não como uma vitrine pessoal.

É isso ai amigos, fiquem a vontade pra comentar, logo abaixo. Um abraço e até a próxima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *