Music Maker Jam: Musica e Rede social na medida certa

Olá amigos! Hoje eu vim falar de musica e tecnologia, os dois temas que mais gosto de escrever.

Hoje temos muitos programas para criação de músicas no PC e mesmo nos celulares e tablets mais potentes. Verdadeiros estúdios onde com certa habilidade você conseguirá fazer o seu som. Mas é aí que começa o problema para as fabricantes de apps. Pois é difícil fazer um som bacana com programas tão técnicos e cheios de detalhes.

Então começaram a surgir versões mais leves dos programas de estudio, apps onde você pode criar o seu som a partir de loops e partes de musicas combinadas como se fosse um quebra-cabeças.

E se o seu som, criado como u m quebra-cabeças, pudesse ser compartilhado em uma rede social com outros usuários, todos interessados em curtir e compartilhar a sua criação (e a deles próprios)? Demais não?

Pois saiba que esta aplicação já existe e está começando a ‘bombar’ lá fora e também aqui no Brasil.

music-maker-jam

Conheça o music maker jam

musicmakerjam2Neste programa -como o próprio nome sugere- , é possível como misturar e montar sons, usando para isto os pacotes de sons (sample packs). Cada pacote contém sequências de bateria, teclados, guitarra, percussão entre muitos outros sons, de acordo com um estilo musical.

Lógico você tem pacotes gratuitos e outros que pode pagar para usar. Quanto mais pacotes possuir, mais possibilidades de fazer o seu som, pois sua música pode ter elementos de rock, pop, eletrônico entre outros estilos – daí que vem o JAM do nome do App.

 

musicmakerjam4

Loja de loops e instrumentos do aplicativo. Alguns são gratuitos.

 

 

Em um típico programa de montar músicas, você combina os sons e loops e salva o resultado. Porém no music maker jam é possível modificar alguns outros itens como o tamanho de cada trecho (compasso) da musica, aplicar efeitos em real timee mesmo gravar um vocal próprio – tudo para tornar único o som que está criando.

 

 

 

musicmakerjam3Concluída a  criação da música, é só compartilhar seu som na rede social do próprio aplicativo e aguardar os likes e compartilhamentos. O item ‘Community’ como o nome diz leva você para a rede social do Music Maker Jam.

Nela podemos encontrar artistas novos e experientes no aplicativo e pode-se ouvir trabalhos realmente interessantes. A aposta do nosso site é que esta rede irá de firmar como uma grande plataforma para novos talentos, pois é muito simples gerar nova música e compartilhar através do aplicativo – embora é claro, nem tudo que se publica possui qualidade para atrair multidões de fãs.

 

 

 

 

 

 

 

Music Maker Jam, da produtora Magix, está disponível para Android e IOS.

Até a próxima!

Samsung testou as baterias do Note7 internamente

batt

As baterias que os poderosos smartphones da Samsung (incluindo o Galaxy Note 7) usam, são testados em um laboratório que é de propriedade da empresa. Enquanto existem os testes para garantir que suas baterias de telefone são certificados por pelo consórcio americano da indústria sem fio, o laboratório certificado da Samsung (CTIA) está alojado dentro de suas próprias instalações de testes, ao contrário de Apple e Lenovo, que recebem seus testes feitos a partir de sites de terceiros. (Update: Entramos em contato com mais fabricantes de smartphones: LG diz que testa suas baterias no exterior, enquanto a Huawei testa tanto interna como externamente.)

O CTIA audita estes laboratórios para assegurar que o pessoal é qualificado, que os testes estão em conformidade com as normas, bem como a verificação de que não há nenhuma influência indevida por parte dos fabricantes.

As baterias são testadas tanto isoladamente quanto dentro de um dispositivo. O processo se concentra em como a bateria se comporta durante o carregamento ou durante as chamadas. De acordo com o direto do Test Lab Coreia (o outro laboratório CTIA na Coreia do Sul), as baterias também são colocados em altas temperates para simular o calor do verão – e verificar as chances de superaquecimento.

O caso Galaxy Note 7

Após diversos relatos de clientes que tiveram seus modelos literalmente queimando sem motivo aparente, a Samsung resolveu efetuar um recall do modelo Note 7, para uma nova versão com mudanças na bateria. No entanto, o recall não deu resultado e aparelhos continuaram a aparecer queimando sem motivo aparente. Assim, em decisão inédita, na semana passada, a companhia recomendou o desligamento imediato de todos os aparelhos Note7 por problemas na bateria.

Samsung ainda está investigando o que exatamente deu errado com o Note 7. O dispositivo utiliza baterias vindas de diversos fabricantes, incluindo o próprio braço SDI da Samsung.

 

samsungbatt

Detalhe de um aparelho Samsung com bateria que explodiu

 

Fonte: Engadget

CEO da Apple crê mais em realidade aumentada, do que realidade virtual

TimCookQuando Tim Cook não está ocupado mostrando o mais novo iPhone para celebridades, ele está fazendo entrevistas em programas matinais e especulando sobre tecnologias emergentes. Durante uma entrevista no programa americano ‘Good Morning America’ nesta semana, o CEO da Apple disse à ABC News que ele acreditava que a realidade aumentada deverá ter um futuro mais promissor do que a realidade virtual.

Em resposta à pergunta sobre ‘como a Apple vê a realidade virtual (VR), Cook disse: “Existe é a realidade virtual, e existe a realidade aumentada. Ambos são incrivelmente interessantes.”

Mas para Cook, a realidade aumentada (AR) é a “maior dos dois, provavelmente, de longe”. Ele explicou que a realidade aumentada permite as pessoas serem mais presentes e compartilhar experiências uns com os outros, o que acabaria por tornar a tecnologia comercialmente mais viável. Realidade Virtual por outro lado, é mais fechada, disse Cook. Ainda que mergulhe as pessoas em experiências realmente legais, “menos pessoas estarão interessados ​​nisso”, ele disse, então ela provavelmente vai inspirar menos interesse comercial ao longo do tempo.

Enquanto isto está longe de ser um novo anúncio de algum produto realidade aumentada da Apple, ao menos lança alguma luz sobre por que não houve até agora, qualquer movimento em realidade virtual do fabricante do iPhone. A empresa contratou um especialista em realidade virtual e aumentada em janeiro e comprou uma empresa de realidade aumentada no ano passado, mas não disse nada em um dispositivo AR / VR.

Ainda assim, o interesse evidente de Cook em realidade aumentada pode significar a diferença em foco. Maiores rivais da Apple, Samsung, Google e Facebook (que detém headset fabricante de Oculus), todos têm desenvolvido produtos de realidade virtual, mas poucos fizeram progressos na AR. Se a empresa de Cupertino pode produzir algo melhor do que o google Glass, isto poderia bater a concorrência com um único golpe.

 

Fonte: Engadget

O próximo Google Maps te dirá quanto é difícil estacionar perto do seu destino

imgA próxima iteração do popular aplicativo Mapas do Google parece trazer a adição de uma porção de novas funções, se o recém-lançado 9,34 beta servir como indicação. A grande novidade é que a atualização pode incluir alertas baseados em texto informando aos usuários a escassez de estacionamento ao seu destino. Isso permitirá que você tenha conta não apenas do tráfego em rota, mas também da disputa por uma vaga para estacionar quando você chegar lá.

Não é que o Google possa rastrear ativamente vagas disponíveis, mas é mais provável que seja baseado no número total de vagas disponíveis em determinada área, tendo em conta a hora do dia e eventos esportivos públicos / shows nas proximidades. Ainda assim, isso é uma informação valiosa, especialmente se você não é daquela região.

A nova atualização também pode finalmente resolver o problema em que você acidentalmente reorienta o mapa com um simples toque de dedo errante e o mapa se vira por completo. Esta versão beta inclui uma opção “Sempre apontar ao Norte” que bloqueia efetivamente a bússola e impede o mapa de virar.

Nós vamos ter que esperar para o lançamento oficial de atualização para ver se estas novas funcionalidades realmente vão aparecer em Maps – e se elas vão aparecer juntas a mais alguma surpresa.

 

Fonte: Engadget

Conheça o IMO, um messenger com ótima capacidade de vídeo

Imo Chat é um programa que vem ganhando espaço entre os usuários de mensagens instantâneas devido a sua capacidade de realizar chamadas em vídeo.

Ele funciona similar ao Whatsapp – usando seu número de telefone como identificação, permite texto, voz, troca de stickers (figurinhas) e smiles.

Eu baixei o Imo a pedido de uma pessoa que queria fazer videoconferência comigo, e a instalação foi super simples. Em minutos, já estava conversando por vídeo. A transmissão de dados em vídeo do Imo Chat tem feito este programa se destacar entre os usuários de smartphones, pois mesmo em 3G é bem fácil a comunicação sem travamentos.

Se você ficou curioso e quer conhecer melhor , vá até a Google Play Store

Até a próxima !